12 de jun de 2014

Oi Meninas...

Mais um livro me fez vir aqui para falar sobre nosso mundo imaginário. Não adianta negar, todos tempos um mundo que vivemos nas horas mais solitárias.
Começamos a pensar a respeito de nossas vidas, dos bons e ruins momentos, dos sonhos do futuro. 
Esse é um ótimo momento. Quando temos a chance de decidir e discutir, consigo mesmo, os atos que serão (ou não) feitos. Esse mundo também nos faz brilhar, sonhando nos seus objetivos e metas. Eu sonho muito, imaginando cada passo que quero dar. Certa vez, me disseram que eu deveria parar de sonhar tanto, ou eu acabaria perdendo o foco do presente e do que vem acontecendo. Discordo. Ponha limites, mas por favor, nunca deixem esse paraíso dos sonhos, é o único lugar onde podemos ser nós mesmos, sem julgamentos, aprovações ou reprovações dos outros. Quando a gente cresce (apesar de que eu ainda não cresci (não em relação à tamanho e sim, idade)) percebemos o quanto tudo aquilo foi bobo, coisas de 'aborrecentes'. Sendo que tem tantos outros problemas bem mais graves e sérios. Mas parece que aquela situação está bem no centro. Aquilo é o importante. Mas não é. Gostaria que todas as leitoras pudessem refletir esse texto, que será finalizado por essa frase super interessante: "Enquanto você está aí sofrendo por não poder passar o dia dos namorados com um, tem gente sofrendo por não poder passar o dia das mães ou dia dos pais sem eles"
Será mesmo que isso tudo vale a pena? Reclamar da sua vida, enquanto outros morrem por não ter comida, água, casa, boas condições de vida? Porque nem casa (a maioria dessas pessoas realmente sofredoras) tem!
- Por Aninha


0 Comentários::

Postar um comentário

Facebook

Search

Tecnologia do Blogger.

Translate

Ainda não viu? *Melhores*

Blog da Letícia K. Oliveira

Blog da Letícia K. Oliveira
Divirtam-se no mundinho da Let! Blog incrível cheio de posts variados e interessante <3 Clique na imagem e acessem!